segunda-feira, 10 de novembro de 2014

O PESADELO

Por Messias Bezerra Queiroz*


Eu agora estou no canto,
Gemendo, chorando e tonto.
Sempre encolhido, tremendo tanto,
Acorrentado pelo medo e pronto.

A minha vida está em perigo,
Mas é um delírio que me acerta.
Meu espírito está inimigo
Deste corpo que me aperta

Desarmonia desastrosa,
Que não revela a procedência.
E dessa angústia tenebrosa
Estou sofrendo a experiência

Quero voar, sair gritando,
Mas pelo visto não sou digno.
Pois sinto está me aprisionando
A triste força de um maligno

Será a perda do sentido?
Ou um poeta ficando louco?
Com licença,
Eu preciso chorar um pouco.


* Messias Bezerra Queiroz é graduando do curso de Letras Vernáculas da UEFS.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

As mais visitadas postagens da Graduando

Graduandantes