terça-feira, 7 de setembro de 2010

Apresentação

APRESENTAÇÃO ELABORADA PARA O BLOG


Entre o ser e o saber, as Letras não existem sem a atividade de leitura.

Pensar em leitura num Curso de Letras é pressupor que há uma produção de textos que reflete o reconhecimento dos professores e estudantes que ajudam a fazer desse curso o que ele realmente é.

O curso de graduação em Letras da UEFS, o maior contingente de estudantes em torno de uma área de conhecimento no(s) campus(campi), necessita de atividades que apresentem para comunidade universitária a existência, para a sociedade, de relevantes reflexões acadêmicas entre os graduandos em Língua Vernácula, Espanhola, Inglesa e Francesa.

Estudantes dos cursos de Letras dessa instituição organizaram-se em torno da proposta de uma revista, almejada pela necessidade em divulgar os trabalhos acadêmicos de graduandos em Letras.

Os mais de 700 estudantes matriculados nas graduações em Letras merecem um espaço para contribuir com o conhecimento socialmente instituído na universidade e, por consequência e extensão, com o complexo corpo social no qual o curso está dialogicamente localizado. A Graduando está locada no MT 25b, juntamente com o Núcleo de Estudos Portugueses - NEP.



APRESENTAÇÃO DO PRIMEIRO NÚMERO DA GRADUANDO


As Letras não existem sem a atividade de leitura. Pensar em leitura nos cursos de Letras da UEFS é pressupor que há estudantes cientes do próprio espaço numa universidade erigida de forma ética e dialética sobre os pilares do ensino, pesquisa e extensão. Nessa perspectiva, a produção de textos funda e reafirma constantemente o reconhecimento aos partícipes no labor de proporcionar à determinada área do conhecimento uma identidade universitária. Deve-se estar cônscio das articulações necessárias por objetivos em vista de emergências críticas sobre o próprio exercício acadêmico.

Os cursos da graduação em Letras da UEFS integram o maior contingente de estudantes em torno de uma grande área do saber no(s) campus (campi). Essa evidente realidade representa o potencial contributivo — e reconhecido — do estudioso das letras para a sociedade. A existência de reflexões acadêmicas entre os graduandos em Língua Vernácula, Espanhola, Inglesa e Francesa não só os insere no universo acadêmico como também os torna sujeitos de seu tempo, agentes interdependentes, seres aos quais o saber se oferece pela atitude de busca. Apresentar o potencial cognitivo-científico-artístico do graduando letrólogo em nossa universidade, motivação que acontece ao sabor de leituras de livros, pessoas e mundos, é uma construção representativa de uma descoberta fascinante, imanente ao homem — a própria capacidade de criar neste universo contemporâneo que lhe cabe a existência.

Estudantes se propuseram à criação de uma revista para divulgar trabalhos acadêmicos (na presente edição constam artigos) dos graduandos em Letras da UEFS. A palavra que emblema o nome do periódico nomeia e conglomera as intenções, docente e discente, de trânsito simultâneo — porque indissociável — entre o estudo e a reflexão, entre o substantivo e o verbo; busca mediar a relação sujeito - objeto, dito e não-dito, atual e porvir. Entre o ser e o saber, discentes, docentes, instâncias, representações e colaboradores integram a Revista Acadêmica da Graduação em Letras da Universidade Estadual de Feira de Santana, a Graduando.

A produção acadêmica de qualidade no curso de Letras da UEFS é verossímil. Devido a elogiosos comentários sobre as atividades realizadas numa disciplina do curso, Literatura Brasileira IV, a professora Elvya Pereira levantou a necessidade de publicação dos trabalhos elaborados na graduação. Diante desse relato, um grupo de estudantes percebeu que era necessário um veículo próprio, no curso de Letras, que representasse o que acontece e, não raro, sempre aconteceu nas salas de aula e nos projetos de Extensão e de Iniciação Científica das licenciaturas em Letras. Como já frisamos em outros documentos, os cognomes Linguística, Literatura, Artes e Educação formam as áreas, diversas e autônomas, que integram o corpo de conhecimentos contemplados nos cursos da graduação em Letras da instituição feirense. Assim começou a GRADUANDO, exercitando a máxima de Aristóteles ao afirmar que tudo nasce antes no mundo das ideias e depois se realiza no plano concreto.

Embora pouco difundida e valorizada, a produção acadêmica entre graduandos das licenciaturas em Letras da UEFS têm grande valor expansivo. Ações mais contundentes no fomento e fortalecimento da produção acadêmica na graduação de qualquer curso são (e serão) sequenciadas por elevado nível de produção de conhecimento, relevante ao ensino superior, pois comprovam maior ciência no universo de saberes almejados pelo homem.

Os mais de 700 estudantes matriculados nas graduações em Letras merecem um espaço para contribuir com o conhecimento socialmente instituído na universidade e, por consequência, extensão e integração, com a complexa estrutura da sociedade na qual o curso está dialogicamente localizado.


Comissão Editorial

sábado, 17 de julho de 2010

Galeria I














Luzes Falsas

O escuro. Tudo o que era próximo e visível de repente sumiu, por alguns instantes. Instantes esses em que a escuridão desapareceu e foi tomada por uma luz muito mais bela e magnetizante do que a elétrica a qual estamos bobamente acostumados. E a sensação que ela trazia era a de mistério, e ao mesmo tempo despertava um impulso de correr para ver de onde ela vinha.

Eis que, ao correr para as janelas e ao nos depararmos com aquele espetáculo da natureza, percebi como elas são estonteantes e sempre estão ali. As estrelas! Elas formavam uma malha no céu que parecia ser um bordado incessante em um véu infinito. Foi necessário que todas as luzes do Nordeste estivessem apagadas para que nos déssemos conta do esplendor que estava ali o tempo inteiro, esperando que alguém olhasse para elas. Naquele momento, algumas pessoas se perguntavam atordoadas o que iriam fazer. Os computadores estavam desligados, as televisões, mudas. Tão triste saber que somos tão dependentes. Havia silêncio!
 
Naquele mesmo momento víamos tantas estrelas que não conseguíamos parar de olhar para o céu. Vaga-lumes voavam despreocupados, mesmo sendo observados. Como a noite é linda! Fascinante! As crianças exclamavam que nunca haviam visto o céu daquele jeito. Conseguimos ver duas estrelas cadentes deixando um rastro de fogo no céu. E quem era grande, voltou a ser pequeno. Ver todo esse espetáculo em plena cidade - que com luzes falsas no mantém iludidos aqui - era um verdadeiro milagre. Naquela noite, o céu queria a atenção de todos nós. Toda uma comunidade se viu obrigada a olhar, mesmo que por um segundo, a grandeza do que estava ali, diante dos nossos olhos. Qual o motivo? Não sabemos.

No dia seguinte os noticiários mostraram as razões da pane no sistema elétrico, os prejuízos que a pane causou às indústrias, aos sistemas de distribuição de água, e um problema atrás do outro. Relataram com precisão cada problema, cada coisa ruim que aconteceu. Infelizmente, não mostraram a beleza e magnitude do céu naquela noite. Mas quem viu, jamais vai esquecer o que presenciou, e isso, as luzes falsas não vão poder apagar.

Tayane de Paula B. Santos

segunda-feira, 12 de abril de 2010

Cartaz/convite para o lançamento da segunda edição da Graduando









Reunião - junho de 2011
Biblioteca Municipal Arnold Ferreira Silva 






Cartazes utilizados para semestre 2011.1







Revista Graduando na
Biblioteca Municipal Arnold Ferreira Silva



Convites para o lançamento do nº 1 da Graduando, 02/12/2010



Cartazes utilizados para semestre 2010.2




Reunião da Revista Graduando (novembro de 2010)




Dinheiro recolhido entre os estudantes da graduação em Letras para aquisição do ISSN digital e impresso da Graduando 
(setembro e outubro de 2010)





Reunião da Revista Graduando (agosto de 2010)




Reunião da revista Graduando (Abril de 2010)

Apresentação da Revista Graduando na Recepção aos Calouros de Letras,
dia 13 de abril de 2010.

Fotos: Danilo Cerqueira


Cartazes utilizados na divulgação/provocação da revista Graduando
.

Cartazes fixados na sede provisória da Graduando, MT 25b

Equipe Graduando (2011-2012)


Danilo Cerqueira Almeida 
Graduado em Licenciatura em Letras Vernáculas

Eliseu Ferreira da Silva
Graduado em Licenciatura em Letras Vernáculas

Juliana Pacheco Oliveira Neves
Graduanda em Licenciatura em Letras com Inglês


Wellington Gomes de Jesus
Graduado Licenciatura em Letras com Espanhol

História da Graduando

.
Através da observação e análise da vivência acadêmica do Curso de Graduação em Letras da UEFS, notou-se a ausência de uma publicação que divulgasse o trabalho científico e as criações lingüístico/literárias/artísticas dos alunos da graduação.
.
Daí, reuniu-se um grupo de graduandos do Curso de Letras no ano de 2010, que resolveu produzir uma Revista, de cunho científico/acadêmico/artístico, destinada à publicação de trabalhos inéditos, científicos e/ou artigos sobre o estado da arte (pesquisa bibliográfica), sem fins lucrativos, em que os autores desses trabalhos poderão ser: graduandos do Curso de Graduação em Letras/UEFS, nas 04 Habilitações (Letras Vernáculas, Língua Inglesa, Língua Francesa, Língua Espanhola); estudantes de Graduação em Letras de outros campi da UEFS (Lençóis).

A contribuição do projeto para o conhecimento e sociedade feirense/baiana é de grande relevância, tendo em vista a difusão científico/cultural de trabalhos de graduandos em âmbito municipal/regional e nacional.
.
Visa-se, assim, o intercâmbio de idéias e produções, na área de Linguagens, com o objetivo de enriquecer e fomentar novas propostas a essa área do conhecimento, fortalecendo e destacando a imagem do Curso de Graduação em Letras da UEFS perante a sociedade científica e instituições acadêmicas.

As mais visitadas postagens da Graduando

Graduandantes