sexta-feira, 13 de abril de 2012

Uma viagem!


Por Danilo Cerqueira*

Subimos os degraus. Nove alunos ao todo. Deveríamos ser 40, por volta de 20 se inscreveram e apenas nove adentraram no ônibus para nossa excursão cultural. A indisposição de deve ter desestimulado a maioria de enfrentar uma viagem num dia que começava chateadamente chuvoso.

Nossa acomodação foi lenta. Terminamos ficando separados por um par de poltronas e nos comunicamos, durante a viagem, colocando a cabeça acima dos assentos. Nosso bom veículo, um ônibus, inicia a viagem. Começamos a nos fotografar e conversar sobre compromissos adiados, atividades atrasadas e expectativas a respeito da excursão. Durante a passagem pelos bairros em que residiam alguns colegas, eles falavam sobre todo o passado que viveram naqueles lugares. Casos familiares, da vizinhança, confissões da infância, enfim, relatos universais de pós-adolescentes. Viajamos... A cada comentário conhecemos cidades da Bahia e bairros de Feira de Santana em detalhes, segundo a ótica aguçada dos próprios moradores. Carregadas as palavras de pessoalidade. O ambiente do veículo era aconchegante, com poltronas muito reclináveis, saquinho de plástico para cada assento e ar condicionado, embora houvesse televisores avariados.

Uma sexta-feira. Nossa conversa estava tão descontraída que parecia uma reunião familiar num domingo curtido em litoral baiano. Foram wafers e biscoitos recheados distribuídos entre os doze passageiros e, obviamente, nosso condutor. A todos foram oferecidos, alguns não aceitaram. Assim prosseguimos, entre doces e falas, rumo ao nosso destino. Sobre nossos bairros e cidades continuamos a conversar, não encontrando neles tanta relevância literária ou talvez outra vertente artística, mas nossa volta iria ser tão esperada quanto a ida.

Num momento de silêncio entre nossos comentários de alunado, vi, através da Janela, a vegetação passando rapidamente e me dei conta de que estávamos indo para Salvador.


P.S.: O texto/crônica acima foi apresentado(a) como avaliação da disciplina Teoria da Literatura III. Acho que esse texto deve ter inspirado a feitura de um vídeo ao final de meu terceiro semestre do curso de Letras Vernáculas, trabalho que se repetiu até o semestre de formatura da turma.










* Danilo Cerqueira é Graduado em Letras Vernáculas pela UEFS, aluno do mestrado em estudos literários, também na UEFS, e integra a Comissão editorial da Revista Graduando.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

As mais visitadas postagens da Graduando

Graduandantes